quarta-feira, 27 de julho de 2011

Festival de Inverno 2011 apresenta o espetáculo Morte e Vida Severina


"A Cia. Teatro de Bolso volta a apresentar no próximo sábado, dia 30 de julho, no teatro do Colégio Dom Helvécio o espetáculo Morte e Vida Severina, baeado no poema de João Cabral de Melo Neto.

A estréia desta peça foi sucesso total para um teatro lotado e aplaudido de pé ao final da apresentação.

O profissionalismo de toda a equipe da Cia. Teatro de Bolso é visivel em todos os momentos. Figurino adequado, gestos, posturas, cenário, estudo de voz e canto, trilha sonora, marcação de cena e iluminação impecável mostraram que estamos entrando em uma nova época das apresentações teatrais em nossa cidade.

Hailton Karran dirigiu o espetáculo de forma precisa captando de cada um dos 11 atores presentes em cena, a necessária carga dramática que o texto exige. Vale registrar que a excelente preparação vocal aliada à trilha sonora, elevaram em muito a qualidade da apresentação, ao mostrar a vida dura dos nordestinos e suas perspectivas diante da vida.

Esta apresentação faz parte das atrações do Festival de Inverno 2011 de Ponte Nova e terá entrada gratuita. Os interessados deverão retirar os ingressos com antecedência na Sinhá Flores e Presentes, av. Francisco Vieira Martins, 487, em Palmeiras. Os ingressos são limitados a 02(dois) por pessoa.

Vale a pena conferir e ficar por dentro do que os artistas da nossa terra estão produzindo."

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Nós só queremos dançar



A melhor coisa a respeito de ser uma mulher é a prerrogativa de ter um pouquinho de diversão e...

Enlouquecer totalmente, esquecer que sou dama; camisa de homem, saias curtas. Realmente ficar desvairada sim, fazendo isso com estilo. Entrar na ação, sentir atração. Colorir meu cabelo, fazer aquilo que ousar. Eu quero ser livre para me sentir como me sinto...

As garotas precisam de um tempo. Esta noite vamos aproveitar a oportunidade de sair na cidade. Nós não precisamos de romance. Nós só queremos dançar! ♫

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Vamos falar sobre "Morte e Vida Severina"...


Após muito estudo, muita pesquisa e muuito sofrimento inicial... Montamos "Morte e Vida Severina"! Digo "sofrimento" devido ao "coro" que todos nós levamos durante o processo de construção. Texto difícil, poético, dramático do grande João Cabral de Melo Neto. A responsabilidade de representar a dura realidade de tantos severinos retirantes é muito grande; gera expectativas... Quando demos conta, a cidade inteira falava sobre a estreia - que foi marcada pela presença de um grande público. A casa estava cheia, o coração acelerado. Medo, ansiedade, vontade, responsabilidade... Enfim, uma confusão de sentimentos tomando conta antes de surbirmos ao palco. No final da apresentação os aplausos calorosos - como eu nunca havia sentido antes - disseram que sim, que tudo deu certo, que o esforço valeu a pena, e que as pessoas gostaram do nosso trabalho. Passado o susto e a tensão da estreia, do medo de qual seria a reação do público, estamos todos muito felizes com o resultado, e claro, mais tranquilos paras as próximas apresentações que estão marcadas :)